Fundo

"O fundo investirá seus recursos, ao longo de 4 anos em empresas dos setores de TIC, agronegócios, novos materiais, biotecnologia e nanotecnologia com faturamento líquido anual de até R$ 10 milhões."

O projeto Criatec iniciou-se em novembro de 2007 com a entrada em operação do Fundo Mútuo de Investimento em Empresas Emergentes (FMIEE) Criatec, cuja gestão foi compartilhada pelas empresas Antera Gestão de Recursos e Inseed Investimentos. Este primeiro fundo tinha como investidores o BNDES e BNB. O fundo investiu em um total de 36 empresas inovadoras dos mais diversos setores em 8 estados brasileiros.

Em novembro de 2013, entrou em operação o Fundo de Investimento em Participações (FIP) Criatec 2, desta vez gerido nacionalmente pelo consórcio formado por Bozano Investimentos e Triaxis Capital. A Garan Ventures atua como consultora regional do Fundo Criatec 2 para o Centro-Oeste sendo, portanto, a responsável por apoiar todas as etapas do processo de investimento em venture capital na região, incluindo: originação de negócios, avaliação, due dilligence, estruturação, investimento, acompanhamento e desinvestimento.

O Fundo possui, ao todo, cinco outras regionais, nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Ceará. Seu capital comprometido é de R$ 186 milhões, o que faz dele o maior fundo de venture capital para empresas early stage do Brasil.

O fundo investirá seus recursos, ao longo de 4 anos em empresas dos setores de TIC, agronegócios, novos materiais, biotecnologia e nanotecnologia com faturamento líquido anual de até R$ 10 milhões.

Caso queira enviar seu projeto ou conhecer mais sobre o Fundo Criatec 2, por favor acesse o site do fundo.

Investidores